75% assinam serviços de streaming e 45% estão consumindo conteúdo mais leve como entretenimento na pandemia

Quando a pandemia de coronavírus teve início no primeiro semestre de 2020, o entretenimento se tornou uma forma de escapismo diante das incertezas e do isolamento. Com o passar dos meses, porém, foi ficando aparente que a situação se estenderia. Assim, as opções de entretenimento possíveis no distanciamento acabaram se tornando hábitos incorporados ao cotidiano.

Desta forma, o Quinto traz um panorama do comportamento dos brasileiros quando o assunto é lazer em tempos de pandemia de coronavírus.

A dominação do streaming

As plataformas de streaming parecem ter cada vez mais importância nos lares brasileiros. Entre nossos usuários, 75% assinam serviços de streaming e 72% afirmam que trocariam a TV paga por streaming. Com a impossibilidade de visitar bares e boates em muitas cidades, assistir filmes, séries e documentários se tornou uma das formas de entretenimento prediletas.

Para uma parcela das pessoas, no entanto, a pandemia trouxe uma mudança no tipo de obras escolhidas. Isso porque 45% dos nossos usuários dizem que estão consumindo conteúdo mais leve durante a pandemia. A atitude pode ser uma forma de se distrair diante do impacto emocional da pandemia. Entre nossos usuários, 54% admitem que acompanhar as notícias sobre o coronavírus está afetando negativamente a sua saúde mental.

Foto retratando televisão que exibe série Bridgerton e na frente da tela uma tigela de pipoca

Série de época conquistou milhões de espectadores com enredo romântico e divertido.

Um sinal de que conteúdos mais divertidos estão em alta é o sucesso da série Bridgerton. O romance de época atingiu 82 milhões de espectadores em todo o mundo, se tornando a série mais assistida da Netflix. Para alguns críticos, o fenômeno da obra está ligado ao desejo de “escapar” do momento em que estamos vivendo, voltando para uma época em que termos como “lockdown” e “coronavírus” ainda não dominavam o cotidiano. Entre nossos usuários, 77% afirmam gostar de obras de época.

 

Trazendo o entretenimento para dentro de casa na pandemia?

Parece que nem todos os tipos de entretenimento continuam atrativos em suas versões “domésticas”. As apresentações de famosos, por exemplo, são acompanhadas por apenas 32% dos nossos usuários. Pelo jeito, as “lives” promovidas por atores, cantores e comediantes ainda não conseguem substituir a experiência presencial.

Outro sinal dessa tendência é que 73% dos nossos usuários não comprariam um ingresso virtual para ajudar seu time durante a pandemia, em um momento que muitos clubes sofrem com a queda de arrecadação pela falta de público.

Entretenimento na pandemia também pode ser produtivo

Assistir um conteúdo divertido, apresentação ou partida esportiva são ótimas formas de relaxar, que contribuem para a diminuição do estresse e manutenção da saúde mental. Algumas pessoas, porém, optam por se entreter também por meio de atividades mais “produtivas”, seja educacionais ou físicas. Entre nossos usuários, 43% iniciaram algum curso online durante a quarentena e 34% estão praticando exercícios físicos em casa durante o período de isolamento social.

Viajar apenas na ficção

Apesar de alguns furadores de quarentena – que ganharam muito destaque na mídia – a maioria dos brasileiros parece estar optando por se divertir em casa e deixando as viagens para um outro momento. Isso porque 63% dos usuários do Quinto afirmaram que não viajaram durante a pandemia e 58% inclusive pensam que não é possível fazer uma viagem proveitosa durante a pandemia.

Durante esse período de restrições, muitas atrações e pontos turísticos estão fechados ou limitados, assim como bares e restaurantes, sendo que esses podem ser fatores que contribuem para essa percepção. A aposta de 66% dos nossos usuários, no entanto, é de que a pandemia vai impulsionar o turismo regional. Ou seja, passeios em sua própria região, sem grandes deslocamentos.

Entretenimento também é no Quinto

Além de nossas questões sobre assuntos importantes para a sociedade como política, economia, cidadania, meio ambiente – entre outros – , o Quinto também tem uma categoria dedicada às perguntas sobre “Famosos e Entretenimento”. Quer saber tudo sobre como pensam os brasileiros sobre fama, entretenimento, formas de consumo desses conteúdos e mais? Então acesse o Quinto, vote, comente e compartilhe!

Leia mais Prudência na direção: brasileiros defendem leis de trânsito restritivas

Vote no Quinto

Caneca com os dizeres "Apenas mais um episódio" em inglês em frente a um notebook exibindo a tela da Netflix