Eleitores bem informados podem questionar candidatos sobre temas relevantes para suas cidades

Em um dos momentos mais turbulentos e polarizados da história recente do Brasil devem ocorrer as eleições municipais de 2020. Mas, apesar dos grandes acontecimentos mundiais e nacionais que ocupam os noticiários e preocupam a população, é hora também de se voltar para “o quintal de casa”. Afinal, em novembro ocorre o primeiro turno das eleições, quando serão escolhidos novos prefeitos e vereadores. É a oportunidade que temos para pensar e focar em soluções para nossas próprias comunidades.

E quais são as questões enfrentadas em nossas cidades? Com dimensões continentais, o Brasil tem mais de 5 mil municípios e uma infinidade de particularidades. Porém, separamos cinco pontos que mobilizaram o Quinto e nos ajudam a entender os anseios da população quando o assunto é a própria cidade. Confira!

Cidades sustentáveis

Muito além das queimadas na Floresta Amazônica, que movimentam ativistas internacionais e a opinião mundial, todas as cidades brasileiras possuem questões próprias ligadas ao meio ambiente. Entre os usuários do Quinto, 60% consideram suas cidades poluídas. E, atenção candidatos, o meio ambiente é um tema que mobiliza a sociedade: 82% dos usuários do app afirmam que se preocupam com a gestão ambiental em seus municípios. Além disso, 88% acreditam que as enchentes nas grandes cidades podem sim ser evitadas, demonstrando que creem em falta de competência na resolução do problema.

Qual a plataforma ambiental dos candidatos a prefeito (a) e vereadores (a) de sua cidade? Quais problemas locais são enfrentados em sua comunidade e quais soluções são propostas pelos políticos? O Ministério do Meio Ambiente têm alguns pilares para uma cidade sustentável, que podem servir de exemplo de pontos a serem questionados, entre eles gestão e destinação de resíduos, planejamento urbano, proteção das águas e áreas verdes e urbanismo sustentável.

Cidades inclusivas

Pessoas atravessando faixa de pedestre, entre elas, uma pessoas em cadeira de rodas

O Brasil tem mais de 45 milhões de pessoas com deficiência, de acordo com censo do Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística (IBGE). Apesar disso, somente 4,7% das calçadas seriam acessíveis no país. Entre nosso usuários, 66% relatam que deficientes não encontram acessibilidade em locais públicos de suas cidades. A acessibilidade inclui calçadas transitáveis, transporte adaptado, piso tátil e semáforos sonoros para pessoas com deficiência visual, além de funcionários públicos capacitados a lidar com a diversidade e que saibam LIBRAS, a Língua Brasileira dos Sinais, por exemplo.

A falta desses recursos mantêm as pessoas com deficiência reclusas e apartadas da sociedade. Que tal contribuir para que sua cidade seja para todos? Há em sua comunidade grupos de pessoas com deficiência que possam te informar as suas principais reivindicações? Há algum candidato disposto a ouvi-los e propor soluções inclusivas? Esse é um tema importante para se pensar.

Cidades seguras

Uma das maiores preocupações da população brasileira é a segurança pública. No entanto, pesquisas apontam que parte da população tem reservas quanto ao aparato público. Entre os usuários do app, 58% afirmam que não confiam na atuação das forças de Segurança Pública de sua cidade. É preciso, porém, que os eleitores fiquem atentos às promessas feitas pelos candidatos nessa área, uma vez que o policiamento é uma atribuição do Governo do Estado.

Contudo, gestores municipais podem atuar na prevenção à violência por meio da melhoria da iluminação pública, equipando instalações públicas com aparatos de vigilância e alarme, e mantendo uma Guarda Civil Municipal para para a proteção dos bens públicos.

 

Cidade transparente e participativa

Moça utilizando o celular na rua

Os últimos dois pontos são tão interligados que resolvemos apresentá-los juntos: a transparência na utilização dos recursos municipais e a colaboração da população na forma em que são utilizados. Entre nossos usuários, a percepção de que os impostos não são bem utilizados é prevalente. Quando perguntados, “você acredita que o IPTU está sendo bem utilizado no seu município?”, 90% responderam que não. Da mesma forma, quando questionados “você acredita que o IPVA está sendo bem utilizado no seu município?”, 95% disseram que não.

Assim, há um sinal de que a sociedade não crê na boa utilização dos recursos, que é necessário maior transparência no uso do dinheiro público e inclusão dos cidadãos na forma em que ele deve ser empregado. O conceito de cidade participativa não é novidade, mas sua implementação mais aprofundada ainda é rara nas cidades. Os principais instrumentos de participação popular seguem sendo os Conselhos Municipais setoriais, que nem sempre são frequentados por uma parcela significativa da sociedade.

Quais propostas os candidatos de sua cidade possuem para uma gestão colaborativa e transparente? São ideias acessíveis para todos e de fácil implementação? A opinião coletiva, debatida amplamente, é uma força poderosa de transformação social. Não deixe de exigir mecanismos para que a comunidade seja ouvida em todas as decisões. Afinal, participar da democracia vai muito além do voto.

Opinião transformadora

No Quinto, o exercício do debate de temas relevantes para a sociedade é constante. Quer encontrar mais temas transformadores? Então baixe o app, vote e opine.

Leia mais – Dominação gamer: maioria é adepta dos videogames e defende seus benefícios

Vote no Quinto

Vista superior de cidade mostra casas e ruas