Usuários do Quinto mostram que acompanham a exploração espacial e estão ligados nos grandes saltos da humanidade pelo universo afora

O cosmos fascina a humanidade há milhares de anos com sua beleza e enigmas, inspirando interpretações religiosas, místicas e científicas. As questões que envolvem o estudo e a exploração espacial podem parecer distantes do cidadão comum. Porém, têm impacto direto no nosso cotidiano e seu avanço poderá aumentar ainda mais sua importância. Foi graças a ela, por exemplo, que a humanidade realizou avanços nas comunicações por meio dos satélites.

Desta forma, o Quinto procura contribuir na formação da opinião coletiva também sobre o espaço. Preparamos uma “jornada espacial” que passa pela história da exploração, seus avanços, mistérios e, é claro, a opinião de nossos usuários sobre o tema.

Dinheiro espacial

Satélite artificial na órbita do planeta Terra

 

Desde o final dos anos 1940, as nações passaram a competir no que foi intitulado como Corrida Espacial. O objetivo era demonstrar superioridade por meio do pioneirismo em avanços na exploração espacial. Desta forma, os benefícios econômicos eram ainda indiretos. Atualmente, no entanto, a exploração espacial já produz benefícios econômicos diretos e tem potencial para muito mais. A indústria de satélites artificiais, por exemplo, já é bilionária. Os equipamentos colocados em órbita ao redor da terra são utilizados para estudo espacial, envio de dados e sinais de telecomunicação. Assim, os satélites são importantes instrumentos na disseminação de sinal de internet, TV por satélite e para a operação do Sistema de Posicionamento Global (GPS).

Exploração espacial levanta questão ética

No entanto, o uso dos satélites artificiais também traz alguns dilemas éticos. Uma das preocupações é com a quantidade de lixo espacial que eles produzem – uma vez que quando deixam de funcionar ou são desativados continuam orbitando ao redor da terra. Outra preocupação é com a observação do espaço, já que a quantidade de equipamentos orbitando ao redor da Terra pode atrapalhar. Desde o final de 2019, a empresa americana Space X tem desenvolvido o projeto Starlink do bilionário Elon Musk. O objetivo do projeto é lançar cerca de 42 mil objetos, para compor uma mega constelação de satélites e levar internet para o mundo todo.

No entanto, cientistas têm alertado que a luz da constelação artificial pode provocar alguma interferência na observação dos astros. Entretanto, os usuários do Quinto parecem confiar na segurança desse tipo de projeto, uma vez 64% disseram não acreditar que lançamento de satélites pode atrapalhar a observação e pesquisas sobre o espaço.

Jeff Bezos, dono Amazon, é outro bilionário que também está de olho na exploração espacial. Ele pretende, até 2024, alcançar a lua em um projeto que tem como objetivo transferir para fora da terra indústrias que possam causar danos ao meio ambiente terrestre. Os usuários do Quinto, no entanto, ainda não estão convencidos sobre essa estratégia para a preservação. Para 54%, o futuro do meio ambiente não está na produção industrial fora do planeta.

Independente das motivações, os usuários do app demonstraram apoiar o uso de recursos para o avanço espacial. Quando questionados “você é a favor de investimento no estudo do espaço?”, 87% dos usuários do Quinto responderam positivamente.

Vai pro espaço!

Nave espacial saindo do planeta Terra

Será que daqui há alguns anos mandar alguém para o espaço terá um significado completamente novo? Isso seria possível se o turismo espacial fosse popularizado. Para os usuários do Quinto, isso poderá acontecer sim, uma vez que 84% responderam que acreditam no turismo espacial futuramente.

Desde 2011, oito pessoas estiveram no espaço apenas como turistas. No entanto, essas pessoas pagaram fortunas milionárias para ter a experiência. Um primeiro passo para tornar essa aventura mais comum – porém ainda milionária – foi o lançamento do foguete da SpaceX rumo à Estação Espacial Internacional no início de maio de 2020. O projeto representa uma parceira entre a Nasa, a agência espacial norte-americana, e a empresa de Elon Musk.

A expectativa é de que, em futuro próximo, a empresa realize voos turísticos para a estação. Contudo, ocupar um assento custaria por volta de U$S 58 milhões de dólares. Curioso sobre quem toparia embarcar nessa aventura? Acabamos de lançar no app a pergunta: “Você faria turismo espacial?”. Por enquanto, a maioria parece disposta a ir para o espaço, mas corre lá dar a sua opinião.

Adeus, planeta Terra

Se dar uma volta no espaço já parece algo incrível, que tal morar em outro planeta? A ideia habita a mente humana há muitos anos, mas ainda é um pouco distante em termos práticos. Os usuários do Quinto, no entanto, já visionam essa possibilidade, sendo que 70% disseram achar que será possível colonizar outros planetas. Para que isso se torne mais próximo, no entanto, o homem precisaria primeiro chegar a outro planeta.

A Nasa desenvolve um complexo projeto em etapas, cujo objetivo é realizar uma viagem tripulada a Marte até 2035. Enquanto o empresário Elon Musk (sim, ele de novo) pretende realizar o feito até 2024. Entre os usuários do Quinto, 79% acreditam que uma expedição tripulada a Marte é possível até 2035.

 

Alô, alô, marciano

Uma das questões mais comuns – e polêmicas – quando falamos sobre o espaço sideral é a existência de vida fora da terra. Entre os usuários do Quinto, 77% acreditam em vida extraterrestre. E o pessoal parece disposto a se comunicar com quem quer que possa estar lá fora. Quando questionados, “você acha perigoso tentarmos contato com extraterrestres?”, 63% responderam que não. Há ainda uma parcela que vai além: 31% disseram que gostariam de ser abduzidos por extraterrestres. Coragem!

Os usuários do Quinto também estão de olhos abertos para o céu, atentos aos sinais do espaço. Sendo que 55% disseram acreditar em Óvnis, os famosos objetos voadores não identificados.

I want to believe

Você também acredita no poder transformador da opinião coletiva? Então participe dos debates e vote nas perguntas do Quinto. Todas as perguntas desse post ainda recebem opiniões e comentários. Além disso, recentemente publicamos a pergunta “você acredita que no futuro será possível fazer a mineração de asteroides?”. O assunto parece complexo, mas explicamos tudo no app. Aliás, todas as perguntas acompanham um texto para te ajudar a ficar por dentro e opinar.

Leia mais – Evoluindo a Democracia: O anonimato na internet

Vote no Quinto

foguete espacial decolando