Os temores, grandes ou pequenos, povoam o nosso cotidiano e, por isso, não poderiam deixar de fazer parte de nossas perguntas. Confira o que tira o sono dos nossos usuários

O medo é uma reação involuntária e natural que nos coloca em estado de alerta e ansiedade. É uma importante característica para garantir a sobrevivência das espécies diante do perigo. Todo mundo sente medo, mas nem sempre das mesmas coisas. O que causa pavor em algumas pessoas é fonte de alegria ou indiferença para outras. A história de cada pessoa, sua personalidade e experiências, assim como a época e local em que vivemos são fatores decisivos para definir o que nos causa pavor. E é por conta dessa “diversidade de temores” que várias perguntas do Quinto abordam o que causa calafrios aos nosso usuários. Enquanto alguns medos atingem uma parcela pequena dos votantes no app, outros parecem mais populares. Separamos uma seleção horripilante de perguntas mais votadas sobre o tema no Quinto. Prenda a respiração e vamos nessa!

 

Os medos clássicos

mulher com medo no dentista

 

Como já mencionado, existem medos de todo tipo, sendo que alguns já se tornaram clássicos no imaginário da população. Seja pelo quão comumente são relatados ou por sua presença recorrente na cultura popular por meio de filmes, séries e etc. O medo de falar em público, por exemplo, é um dos mais comuns entre os usuários do Quinto, chegando a causar palpitações em 54% dos votantes da pergunta.

Enquanto encarar o julgamento de uma platéia é o pesadelo para muitos, a cadeira do dentista é o verdadeiro terror para uma parcela menor. Apenas 21% dos votantes responderam afirmativamente à questão “Você tem medo de dentista?”. O problema, chamado de ansiedade odontológica, costuma ser abordado com humor em séries e filmes, mas é encarado com seriedade por profissionais da área que possuem técnicas para acalmar os pacientes. Também relacionado, o receio de tomar injeção (ou aicmofobia) já rendeu muitos vídeos cômicos para a internet, protagonizados por pessoas aterrorizadas por agulhas. Entre os usuários do app que responderam à questão, 30% confessaram que têm esse medo.

Outro temor conhecido é o de aviões. Apesar de ser um dos meios de transporte mais seguros do mundo, o avião é temido por muitas pessoas que não confiam na máquina que desafia a gravidade. No Quinto, 21% dos votantes da pergunta disseram que têm medo de viajar de avião, mas apenas 8% deixam ou já deixaram de viajar por conta desse temor.

As questões filosóficas que nos afligem

Sombra na parede forma mostro

 

Os temores que atormentam a mente humana podem ter origem prática ou, digamos, mais filosófica. É o que ocorre, por exemplo, com o medo da morte, que aflige 43% dos usuários do Quinto que responderam a pergunta. Ligado ao instinto básico de sobrevivência, esse receio possui também um fundo religioso e filosófico. Para alguns é o temor da vida após a morte ou a inexistência de uma. Para outros é o receio de deixar desamparados os que ficam para trás. De qualquer forma, especialistas garantem que o medo da morte é natural, contanto que não nos impeça de viver.

Outro receio que desperta questões filosóficas é o medo de envelhecer. Seja pela proximidade com a morte ou por enfrentar os desafios da velhice em si (como a mudança na aparência ou produtividade), o temor é admitido por 39% dos usuários nessa questão.

Medos modernos

Os avanços tecnológicos e sociais trazem consigo não apenas o desenvolvimento, mas também novos medos. A segurança cibernética, por exemplo, se tornou um motivo de temor para as pessoas, sendo que 62% responderam que têm medo de hackers. E dada a importância que os smartphones conquistaram na sociedade moderna, 85% dos usuários do app responderam sentir medo de ter o celular roubado ao usá-lo em locais públicos.

Enquanto algumas novidades científicas são bem recebidas pela maioria, outras causam receio. A inteligência artificial é temida por 44% dos votantes no aplicativo que participaram da enquete. Até mesmo o avanço da tecnologia em si já é motivo de medo para 40% dos usuários que votaram na pergunta. Esses temores costumam estar relacionados às incertezas quanto ao futuro que será construído por essas mudanças, que podem ou não render bons frutos para a humanidade.

Emergências globais

Alguns medos unem globalmente em torno de ameaças que podem aniquilar a humanidade. Quando questionados, “você tem medo das mudanças climáticas?”, 82% dos usuários do Quinto que responderam, disseram que sim. O impacto desse temor é evidenciado quando 34% afirmaram que deixariam de ter filhos por medo dessas mudanças. Além da crise ambiental, o planeta enfrenta de tempos em tempos a ameaça dos conflitos entre as nações. A ocorrência da Terceira Guerra Mundial causa temor em 55% dos usuários do app que responderam a enquete.

Medo ou fobia?

O medo é natural, mas pode se tornar patológico quando extremo, recebendo a classificação de fobia. Caracterizadas pelo medo agudo e persistente a uma situação ou objeto, as fobias são perturbações da ansiedade. De acordo com psicólogos, quando os medos começam a impactar na qualidade de vida das pessoas é preciso considerar a necessidade de procurar ajuda profissional. Os tratamentos podem incluir medicações, terapia e a exposição gradual ao objeto ou situação que provoca a fobia.

Continue opinando

Essas e muitas outras questões podem ser votadas e debatidas no Quinto! Todos os dias novos questionamentos instigam nossos usuários. Se ainda não tem o app, faça o download e comece a opinar!

 Leia mais- De malas feitas: pronto para viajar muito após a quarentena?

Vote no Quinto

mulher com medo entre pessoas