Usuários do Quinto mostram que a corrupção é uma mancha na imagem dos políticos e mandam o recado do que esperam da classe

Na democracia representativa os políticos desempenham o importante papel de traduzir os interesses da população na elaboração de leis e na gestão do país, estados e municípios. Em grande parte do mundo e no Brasil, os políticos são figuras polêmicas, que atraem adoração e desprezo das massas. Para alcançar seus cargos legislativos e no governo, os candidatos muitas vezes buscam moldar sua imagem ao que se considera o ideal pretendido pelo eleitorado. Porém, com a constante – e cada vez mais rápida – mudança dos valores e sistemas de nossa sociedade, o que constitui um político ideal? Como esse servidor público é visto pela população e o que se espera dele?

O Quinto, dentro de sua missão de representar a opinião coletiva, proporciona uma ferramenta única para que a sociedade dê seu recado à classe política. Selecionamos algumas das opiniões de nossos usuários sobre o tema e, já adiantamos, a corrupção segue como uma grande preocupação.

 

“Político é tudo igual!”

Figuras representando um político discursando e povo assistindo

 

A descrença com a classe política é comum no Brasil e, com isso, quem nunca viu um desanimado eleitor declarar “político é tudo igual”?. Infelizmente, a igualdade a que se referem os eleitores não é relacionada a boas características. Para 90% dos usuários do Quinto, a maioria dos políticos é corrupta. A desonestidade é tão associada com a política brasileira que, para 61% dos usuários do app, a corrupção na política não acabará algum dia.

Esse cenário de descrença influencia a imagem internacional do país. No último Índice de Percepção de Corrupção, elaborado pela ONG Transparência Internacional em 2019, o Brasil atingiu sua pior colocação no ranking desde 2012, ficando na 106ª posição com nota 35. O levantamento é realizado pela entidade em 180 países e territórios os avaliando em uma escala de 0 a 100, sendo que quanto menor a nota mais percebido como corrupto é o país. A percepção sobre o setor público é colhida com estudiosos, investidores e outros especialistas da área de transparência.

Corruptos não passarão

Pessoa em escritório com mão em dinheiro

 

Apesar da avaliação negativa quanto aos políticos, os usuários do Quinto mostraram que estão dispostos a mudar o cenário por meio de seus votos. Ao serem questionados, “Você se preocupa em escolher candidatos que são ficha limpa?”, 92% responderam que sim. Além disso, 95% dizem que buscam informações sobre os candidatos antes de escolher em quem votar e 70% responderam que conhecem o histórico político do partido que escolheram votar. E mesmo após as eleições há aqueles que seguem vigilantes: 66% afirmam que fiscalizam o trabalho dos políticos que escolhem.

Os usuários do Quinto também demonstraram o desejo por mais transparência e menos regalias para os políticos. Uma porcentagem esmagadora de 99% de votantes respondeu ser contra ex-políticos condenados ou cassados continuarem recebendo benefícios. Enquanto 95% não concorda que políticos façam homenagens com dinheiro público, 89% são contra a isenção tributária para partidos políticos e 82% concordam que as contas bancárias de políticos devem ser abertas à consulta pública.

A imagem política

A construção da imagem dos políticos é um assunto alvo de diversos estudos, mas não é uma ciência exata. Para 90% dos usuários do Quinto, o marketing político pode fazer a diferença em uma eleição. Dosar o que terá um impacto positivo ou negativo, no entanto, não é uma tarefa simples. 57% concordam que políticos participem de programas de entretenimento, mas 54% não concordam que famosos se candidatem a cargos políticos e 64% não acreditam que participar de eventos esportivos melhora a imagem de políticos. Ou seja, os políticos precisam se esforçar mais um pouco para conquistar os eleitores que são usuários do Quinto.

 

Quem é esse tal de político?

Afinal de contas quem são os políticos brasileiros? Nas eleições de 2018 foram 29.085 candidatos para os cargos de presidente, governador, senador, deputado federal, deputado estadual e deputado distrital. Os dados são do Tribunal Superior Eleitoral (TSE). De acordo com o órgão, 68,4% dos candidatos eram homens. No recorte racial, 52,4% eram brancos, 35,7% pardos, 10,8% pretos e menos de 1% declararam cor amarela ou indígena.

Apesar das reclamações da falta de representatividade de mulheres e negros na política por setores da sociedade, os usuários do Quinto não vêem nas cotas a melhor saída para essa questão. Sendo que 55% não é a favor de cotas para mulheres e negros na política. A questão da representatividade feminina, no entanto, é observada pelos usuários do app, uma vez que 67% acham que a mulher não é representada na política.

E se os políticos fossem usuários do Quinto?

Ao escolher um político para representar seus interesses num papel de poder, como é possível saber quais os valores que os move e se eles têm ver com o que você acredita? Uma forma de compreender como se posicionam os políticos que você admira – e também os que não admira – é dar uma olhada em suas respostas para questões importantes como Meio Ambiente, Poder Público e Comportamento e Cidadania, por exemplo, no Quinto.

Ter um perfil no aplicativo é uma possibilidade para os políticos mostrarem como pensam e para os eleitores conferirem a compatibilidade com seus candidatos em diversos assuntos. Tanto que 75% dos usuários responderam sim para a pergunta: “Você quer que os políticos tenham perfil no Quinto?”. E essa pode ser uma realidade em breve no app, uma vez que quando perguntados se entrariam para a política, 40% dos usuários do Quinto disseram que sim. Apesar de ser a minoria, ainda é um número bastante representativo.

O Quinto Poder

 

Punhos acirrados ao alto

O impacto das redes sociais no cotidiano político do país atingiu um pico nas últimas eleições presidenciais no Brasil. Consideradas por especialistas como o Quinto Poder, redes como o Quinto, exercem um papel importantíssimo na mobilização e militância virtual pela escolha dos representantes políticos do país. Esse fenômeno também é reconhecido pelos usuários do aplicativo: 81% responderam sim quando perguntados se as redes sociais são o 5º poder.

Para continuar exercendo esse poder, faça o download do Quinto na loja do seu celular e participe da construção da opinião coletiva. Todas as perguntas desse post, e muitas outras, continuam recebendo votos e opiniões no aplicativo. Participe!

Leia mais – Evoluindo a Democracia: Sabedoria das Multidões

Vote no Quinto