Cuidados com a pele no verão devem fazer parte da rotina para evitar desde queimaduras até doenças graves

Sol, calor, praia e piscina: a combinação para um verão perfeito. Contudo, os cuidados com a saúde na estação mais quente e ensolarada do ano precisam de atenção especial. Afinal, é preciso evitar desidratações, envelhecimento da pele, queimaduras e outros males mais graves que podem ser derivados da exposição excessiva ao sol.

Um dos aliados indispensáveis para esses meses quentes – e para os dias nublados também – é o protetor solar. O produto blinda a pele contra os raios ultravioletas (UVA e UVB). Porém, os resultados obtidos através de uma pergunta do Quinto mostram um dado bastante preocupante: 84% dos usuários que deram sua opinião não utilizam protetor solar todos os dias.

Para o médico, doutor em dermatologia pela Universidade de São Paulo (USP), Victor Hugo Fernandes, essa deve ser uma preocupação durante todo o ano – e especialmente durante os dias quentes. Isso porque o cuidado primordial para manter a pele saudável e evitar o surgimento de doenças é mesmo a proteção solar.

De acordo com o Ministério da Saúde, o câncer de pele é o tipo mais comum no Brasil e no mundo. A doença é mais frequente em pessoas acima dos 40 anos e causada principalmente pela exposição excessiva ao sol. Para mais da metade dos usuários do Quinto a preocupação com o câncer também não é uma prioridade, já que 55% responderam não tomar nenhuma medida para se prevenir contra a doença.

Pensando nisso, o Quinto pediu ao dermatologista Victor Hugo Fernandes algumas dicas simples para que você possa cuidar da saúde nesse verão e curtir o calor com segurança. Confira:

Cuidados com a pele no verão

passando protetor solar no rosto

É preciso ficar atento ao fator do protetor escolhido e usar produtos adequados a rosto, corpo e lábios

Novamente, o principal cuidado é a proteção solar. Utilizar filtros solares diariamente, de FPS 30 ou superior, em quantidades adequadas, e reaplicar a cada duas horas durante os períodos de exposição solar é fundamental. Não esquecer da proteção dos olhos, com óculos que protejam contra radiação ultravioleta, e dos lábios, com protetores labiais. Utilizar também medidas físicas de proteção, como roupas compridas (já há modelos que têm fator de proteção solar), chapéus e se manter o máximo possível na sombra.

Bronzeado com saúde

Infelizmente, quando apresentamos pigmentação da pele (ou bronzeado), isso significa que já fomos expostos a uma quantidade de radiação que pode levar ao envelhecimento precoce e câncer de pele. Acredita-se que alguns alimentos ricos em betacaroteno ou licopeno podem ter um efeito antioxidante. Cenoura, tomate, mamão, manga são exemplos de alimentos  benéficos no combate à ação da radiação solar. Entretanto, esse efeito não substitui o uso dos protetores.

Evitar a exposição solar

No Brasil, a incidência de radiação solar é muito elevada em todos os horários. Ainda assim, é mais intensa entre as 9h e 15h, horário em que a exposição deve ser fortemente evitada.

Hidratação é essencial

Utilizar hidratantes após o banho para recuperação da pele exposta ao sol, mar e piscina é essencial durante toda a estação. Lembrar também da hidratação oral, com água, água de coco, sucos, e manter uma alimentação equilibrada.

De acordo com Victor Hugo, outros cuidados e produtos para tratamentos específicos de pele podem ser usados no verão. Contudo, eles devem ser prescritos sempre por um médico dermatologista. No Quinto você encontra diversas outras perguntas sobre Saúde e Bem Estar. A pergunta “Você se previne contra o câncer de pele?” também já está disponível para os usuários darem sua opinião. Baixe o app e confira!

Leia mais – Retrospectiva Quinto 2019

Vote no Quinto

tomando sol na praia