Resultados na rede social mostram que o futebol brasileiro ainda deixa a desejar em comparação com outros grandes mercados da bola

O complexo de vira-lata é uma expressão criada pelo escritor Nelson Rodrigues para se referir à baixa autoestima do brasileiro na comparação com os povos de outras nações. Ela surgiu justamente a partir de um episódio futebolístico — a frustrante derrota da nossa seleção para o Uruguai, em pleno Maracanã, na Copa de 1950. E, embora não se aplique apenas ao contexto do esporte, é frequentemente associada a ele. Apesar de generalista, o termo tem seu fundo de verdade quando o assunto é a comparação do nosso futebol com o praticado fora, especialmente na Europa. É o que mostram os resultados das enquetes do aplicativo Quinto.

Um exemplo disso é a comparação dos técnicos brasileiros com os estrangeiros. Em alta, os comandantes que vêm de fora têm conquistado bons resultados treinando times locais (casos do português Jorge Jesus, no Flamengo, e do argentino Jorge Sampaoli, no Santos). Segundo votação no Quinto, 54% dos usuários da rede social consideram os técnicos gringos melhores que os brasileiros. Vale lembrar que, de fato, os treinadores daqui têm encontrado poucas oportunidades de trabalho em grandes mercados do esporte, exatamente o oposto do que acontece em relação aos jogadores.

A diferença parece não ficar restrita à área técnica, já que o nível das competições locais e internacionais dentro de campo também parece estar em patamares distintos. É o que opina a maioria dos usuários do Quinto. Apenas 26% acreditam que os times brasileiros são páreos para os europeus. Apesar disso, quando o assunto é a preferência na hora de assistir a uma partida, o apelo local e do time do coração fala mais alto. 52% do público do Quinto prefere assistir campeonatos nacionais do que os jogos da Liga dos Campeões da Europa, a principal competição de clubes do mundo.

Uma situação que costuma gerar incômodo para muitos torcedores é perder um craque do seu time por conta de uma convocação para amistoso da Seleção Brasileira. Isso ocorre porque o futebol local não segue o padrão do calendário adotado na maioria dos países, fazendo com que as competições tenham jogos que coincidam com datas FIFA. Não à toa, 52% dos usuários do Quinto que opinaram sobre o assunto disseram ser contra o atual calendário adotado no futebol brasileiro. A situação deve mudar um pouco em 2020, com paradas da Série A do Brasileirão em datas FIFA. Mas, na Copa América, por exemplo, a competição será mantida.

No Quinto você encontra essas e muitas outras perguntas sobre esportes e diversas outras categorias. Em breve, por exemplo, você poderá responder se considera que existem times favorecidos pela arbitragem ou não. Fique ligado!

Leia mais: O rock´n roll dos usuários Quinto

Vote no Quinto