61% dos usuários que votaram em pergunta no Quinto concordam que a venda de animais deveria ser proibida.

O Estado da Califórnia, nos Estados Unidos, foi o primeiro a proibir a venda de cães, gatos e coelhos em lojas de animais a menos que eles venham de abrigos ou tenham sido resgatados. A lei foi sancionada em outubro de 2017, mas entrou em vigor em janeiro de 2019 após o tempo de adaptação das lojas. Os estabelecimentos que descumprirem a regra podem ser multados em até US$ 500 dólares por animal irregular. A Califórnia foi o primeiro estado a impor a proibição, mas em outros estados do país regras semelhantes estão sendo discutidas.

A medida levantou a discussão sobre a comercialização de animais por pet shops e lojas. No Brasil, desde 2015 são proibidas a venda e a exploração de animais em vitrines e gaiolas. Apesar disso, não há uma regulamentação geral que estabelece normas iguais em todo o país para a comercialização de animais. 61% dos usuários que votaram em pergunta no Quinto concordam que a venda de animais deveria ser proibida. Mas quando questionados sobre a regulamentação da venda de animais pela internet, 54% dos usuários que votaram disseram “não” para essa medida.

Segundo ONGs e especialistas em proteção animal, a proibição da comercialização de animais é uma maneira de combater a existência de canis e outros criadouros clandestinos. São frequentes os casos em que cães e gatos são resgatados em condições degradantes de locais que promovem a procriação de animais para a venda. Segundo os usuários do Quinto, 62% dos que votaram na pergunta disseram que já presenciaram maus tratos a animais. Apesar disso, os estabelecimentos que trabalham com profissionais especializados e dentro da lei pedem uma fiscalização mais rigorosa e argumentam que a proibição é uma atitude extrema, que pode incentivar a prática clandestina. Além disso, alguns pet shops e lojas promovem campanha de incentivo a adoção dentro de seus espaços. E quando o assunto é esse, 96% dos usuários que votaram na pergunta do Quinto disseram que adotariam um pet em vez de comprar.

Mais de Pets

Os apaixonados por animais também respondem a outras perguntas no Quinto. E quando o assunto é a relação com os seus pets, eles não economizam em amor.

53% dos usuários que votaram dizem ter uma relação de dependência com seus pets;

83% confessam que humanizam os sentimentos dos bichinhos;

92% dos que votaram admitem que conversam com o bicho de estimação;

70% não acham exagero tratar o pet como filho.

Leia mais sobre o Quinto